Homofobia Basta!

Justiça nega pedido de prisão ao agressor que arrancou parte da orelha do pai e filho que estavam abraçados e foram confundidos com um casal gay

Posted on: 20 de julho de 2011

Ele confessou o crime; vítimas foram agredidas após serem confundidas com casal gay

A Justiça negou, nesta terça-feira (19), o pedido de prisão temporária de um dos homens envolvidos no caso de agressão a um pai e um filho, que foram confundidos com um casal gay, em São João da Boa Vista. O agressor, que não teve a identidade divulgada, tinha sido detido durante a tarde e confessou a participação no crime.

O juiz Heitor Siqueira Pinheiro disse que uma lei de 1989 não autoriza a prisão temporária para o crime de lesão corporal. O rapaz já foi liberado. 

Outro suspeito foi identificado e está sendo procurado.

O caso

Um simples gesto de afeto entre pai e filho motivou o espancamento. Os dois estavam abraçados quando foram cercados por sete homens na madrugada de quinta-feira (14) na Exposição Agropecuária Industrial e Comercial (EAPIC). “Passou um grupo perguntando se a gente era gay. Eu falei que não. Falei que, como nós vamos ser gays se somos pai e filho. Aí os caras ficaram bravos: não, vocês são gays, vocês são gays”, relatou o autônomo de 42 anos, que é de Vargem Grande do Sul.

O grupo foi embora, mas voltou logo depois. Eles foram abordados novamente com violência, recebendo chutes e socos. O filho teve ferimentos leves e o pai foi espancado. “Quando eu começei a acordar, escutei gritar: ele está sem orelha, ele está sem orelha”, disse.

A organização da festa informou que todas as exigências de segurança foram cumpridas e explicou que no local havia 150 seguranças, além da Polícia Militar. Disse também que vai colaborar com a polícia para a identificação de todos os agressores.

Testemunhas

A vendedora ambulante Marli Ferreira Stanguini trabalhava na barraca onde aconteceu a agressão e foi uma das testemunhas que prestaram depoimento para a Polícia Civil nesta terça. Ela falou sobre a violência que viu na quinta. “Estava em cima dele. Ele foi mesmo para matar. Não sei o que aconteceu na hora”, disse.

O autônomo também foi até a delegacia para tentar reconhecer os agressores. Os suspeitos teriam sido identificados com a ajuda das câmeras do circuito de segurança do recinto da festa. Apesar disso, a vítima não soube dizer se os jovens faziam parte do grupo. “Houve um tumulto e para afirmar fica difícil”, afirmou. O delegado Fernando Zucarelli disse que um dos suspeitos admitiu que mordeu a orelha do homem. 

O filho do autônomo, de 18 anos, teve ferimentos leves. Ele voltou para São Paulo, onde mora e estuda e disse estar com medo. A namorada dele, que acompanhava os dois e estava no banheiro no momento da agressão, ficou indignada com tanta violência. “Foi terrível. Nunca imaginei ver um negócio desses”.

A Associação 4 Estações, que defende a diversidade sexual na cidade, considera que a agressão está relacionada à parada gay, que será realizada no próximo domingo (24). “Tem um pouco de vínculo sim por estar muito próximo da 3ª parada gay de São João”, disse o presidente da associação, Wellington Ambrozio. 

A homofobia, que é a aversão a homossexuais, ainda não consta como crime no código penal brasileiro, mas, além da agressão, os jovens também podem responder por discriminação.

 

Fonte: EPTV

2 Respostas to "Justiça nega pedido de prisão ao agressor que arrancou parte da orelha do pai e filho que estavam abraçados e foram confundidos com um casal gay"

O que esperar de nosso magnânima e sacrossanta (in)justiça? Nada mais que vergonha confessada derrota!

Sou cartunista e fiz uma charge p/ assunto, mesmo sendo algo muito sério. Mostra q a violência causada pela homofobia é assunto DE TODOS:

http://marcelographics.wordpress.com/2011/07/20/caricatura-bolsonaro-homofobia-by-marcelographics/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Autor

Ativista dos Direitos Humanos (Principalmente LGBTs ); Teólogo;Homeopata; Psicanalista, especialista em Sexualidade Humana, Filosofia, Sociologia;Blogueiro.

Este Blog é protegido por direitos autorais

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 69 outros seguidores

Psicoterapia Online

Psicoterapia Online

Psicoterapia Online

homofobia-basta@live.com

Me adicione no FacebooK

Curta a comunidade do Blog no Facebook, Clique na Imagem!

Me adicione no Orkut

Me siga no Twitter

Homofobia Basta!

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Quer ajudar o Blog? Faça sua Doação!

Portal Colaborativo Teia Livre

Igreja Progressista de Cristo

Parceiros de causa

Se você realmente ama seus amigos, defenda-os da Homofobia!

Contradições no discurso do Senador Magno Malta

Vítimas da Homofobia

Mais fotos

Estatísticas do Blog

  • 439,598 Pessoas viram esse Blog
%d blogueiros gostam disto: